quinta-feira, 17 de outubro de 2013

A Flecha Sagrada (Run of the Arrow) 1957



Muitas vezes, "Run of the Arrow" é comparado com "Dança com Lobos" de Kevin Costner, e é fácil perceber porquê, por causa da sua história de um americano que acaba a viver com os Sioux, e a casar com uma esposa Sioux. Mas na verdade são filmes muito diferentes porque "Run of the Arrow" é mais sobre como o personagem de Rod Steiger, O'Meara, se sente. É o seu ódio à União que o leva a abandonar o estado onde vive, e procurar tornar-se um Sioux, mas é também sobre como ele se sente quando se trata de combater americanos e quebrar tratados de paz. Isto vale a que dos westerns dos anos 50, "Run of the Arrow" esteja acima da média, pois funciona como simples entretenimento, mas oferece um ponto de vista para aqueles que procuram mais qualquer coisa dentro de um filme.
Recusando-se a aceitar que a União ganhou a guerra, o soldado confederado rebelde O'Meara (Rod Steiger) vira as costas para a sua família na Virgínia e parte para o oeste, onde encontra o indio Walking Coyote (Jay C. Flippen) que lhe ensina sobre a vida dos Sioux. Uma disputa com Crazy Wolf (HM Wynant) leva a O'Meara a batê-lo no "run of the arrow" e  a ser aceite por Blue Buffalo (Charles Bronson) como um dos seus, e autorizado a tomar Yellow Moccasin (Sara Montiel) como sua esposa. Mas quando um homem da cavalaria cheio de ódio quebra o acordo de paz e faz com que os Sioux partam para a guerra para proteger as suas terras, O'Meara apanha-se no meio de uma encruzilhada, com a sua lealdade a ser posta à prova. 
Samuel Fuller dirige, no seu habitual estilo visceral e primitivo este western sangrento sobre a identidade nacional, que conta como um país imperfeito deve renascer depois dos confederados se renderem à União, em Appomattox, em 9 de abril de 1865. Este filme não serve para explicar a tradição indiana ou abrir novos caminhos de como fazer um western de cowboys contra índios, mas dá-nos um excelente ponto de vista na procura da alma, através de um antipático anti-herói, e humaniza-o de modo a que possamos ter respeito pela sua coragem. O método de interpretar de Steiger não é para qualquer gosto, mas o seu desempenho vigoroso leva-nos a crer que ele é um homem perturbado, e não pode simplesmente escapar das suas raízes conturbadas. O'Meara é um símbolo para todos os fanáticos confederados intransigentes que não aceitam e se sentem cheios de culpa por perderem a guerra, mas que deve ser reintegrado de volta para a América para que o país sobreviva sem rancor. Fuller segue a alucinante jornada de O'Meara para encontrar-se antes que seja tarde demais para ser encontrado, o que nos permite ver o quão difícil seria para os perdedores, se não lhes fosse dada outra oportunidade, para se tornarem novamente americanos . "Dança com Lobos" pede emprestado este tema a este filme, mas como uma obra de baixo orçamento, "Run of the Arrow" tinha um poder muito maior do que o filme de Costner, de grande orçamento, e é um filme mais interessante.

Link
Imdb

2 comentários:

Anônimo disse...

olá
o download é interrompido em 4%.
pode ajudar?
obrigado
abç

My One Thousand Movies disse...

Acontece só com esse ou com todos?
A mim correu tudo bem.