sexta-feira, 28 de agosto de 2015

A Rapariga do Fim da Rua (The Little Girl Who Lives Down the Lane) 1976

Rynn Jacobs (Jodie Foster) é uma jovem de treze anos, que vive numa casa isolada numa pacata comunidade à beira-mar, que o seu pai alugou. Sempre que alguém da cidade tenta satisfazer a curiosidade, o pai nunca está por perto, e a menina aparece sempre sozinha. Rynn é colocada à prova por várias pessoas, que tentam descobrir o segredo que ela está a esconder, incluindo a senhoria snob e o seu filho desprezível.
Uma atmosfera assustadora, cativante e cheia de suspense, é o que se pode encontrar neste filme. Feito com um orçamento muito pequeno para a American International Pictures (AIP), e filmado no Canadá. Destaca-se como um thriller psicológico original, com um excelente argumento de Laird Koenig, baseado num livro seu. Era, sobretudo, um veículo para a jovem Jodie Foster, que no mesmo no entraria em "Bugsy Malone" e "Taxi Driver", onde conseguiria uma nomeação para o Óscar de Melhor Actriz Secundária. Nicholas Gessner, um realizador de nacionalidade hungara, dirige como se fosse uma peça de teatro, com muita imaginação.
Na altura do seu lançamento foi um pouco chocante, por ter uma jovem de treze anos a morar sozinha, ter relações sexuais, e matar pessoas, sendo ainda por cima uma estrela da Disney, mas com o passar dos anos foi recolhendo uma série de seguidores, tornando-se um filme de culto.

Link
Imdb

Um Novo Amanhecer (The Ultimate Warrior) 1975

No ano de 2015 poucas pessoas ainda vivem em Nova Iorque. A cidade foi atingida por uma praga, que matou quase toda a gente, inclusivé a vegetação. A cidade está dividida em dois gangs, cada um com o seu território. Um é comandado por Baron (Max Von Sydow), e o outro por Carrot (William Smith), que estão em constante guerra um com o outro. Baron observa a algum tempo um homem que parado no meio da cidade como se estivesse a meditar e vê nele um bom aliado para ajuda-lo no futuro, oferecendo-lhe algumas regalias para que ele faça parte de seu grupo.O homem solitário chama-se Carson (Yul Brynner) e resolve aliar-se ao grupo de Baron, mas em troca de um stock de charutos que Baron tem guardado.
Aventura pós-apocalíptica realizada por Robert Clouse em 1975, não é um filme particularmente bem visto, ou bem lembrado. É, essencialmente, um western de ficção científica totalmente filmado nas ruas da cidade de Backlot, e com um orçamento bastante baixo. Ainda assim, antecipando em 4 anos o primeiro filme da saga Mad Max, com o cenário urbano a fazer uma diferença interessante dos desertos e terrenos baldios da maioria dos filmes do género Pós-Apocalíptico.
Robert Clouse era basicamente um realizador de série B, cujo maior sucesso tinha sido dirigir Bruce Lee em "Enter the Dragon" apenas dois anos antes, acabando por passar o resto da carreira a tentar recriar esse sucesso, recrutando um grande número de estrelas do cinema de acção para tal, como Jim Kelly, Jackie Chan, Joe Lewis ou Cynthia Rothrock, sem grande sucesso. No caso deste filme ele tanto realizou como escreveu o argumento.

Link
Imdb 

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Um Lance no Escuro (Night Moves) 1975

O ex-desportista e presentemente detective particular Harry Moseby (Gene Hackman) é contratado para o que parece ser um banal caso de um desaparecimento. Uma velha actriz de Hollywood, que só tem papéis por ser casada com o patrão do estúdio, quer que Harry Moseby encontre a sua enteada Delly Grastner (Melanie Griffith). O detetive acaba por se envolver com Paula (Jennifer Warren), que toma conta de Delly, uma ex prostituta que agora cuida de golfinhos. Harry vai à procura dela na Florida, mas começa a ver uma ligação entre a desaparecida, o mundo dos duplos de Hollywood, e um mecânico suspeito.
Injustamente esquecido nos dias de hoje, "Night Moves" é um dos melhores filmes de Arthur Penn. Um dos melhores exemplos do chamado "neo noir", fazendo parte de uma colheita de filmes que ajudou a redefinir o "film noir", e a passá-lo para os dias de hoje. Gene Hackman tem um dos mais famosos bigodes dos anos setenta, e um interpretação que nada fica a dever a outras como em "The French Connection", "The Conversation", ou "Superman".
"Night Moves" lida com os temas mais profundos do film noir: confiança (traída), amor (negado), cobiça, violência e o velho existencialismo. As personagens, não importa o quanto extremistas ou contraditórios seja o seu comportamento, permanecem complexas, naturalistas e reconhecíveis.
Um bom uso de exteriores na Flórida e em Los Angeles, e um grande elenco de apoio, que inclui ainda Harris Yulin, Kenneth Mars, James Woods, Susan Clark, entre outros. 

Link
Imdb

O Lutador da Rua (Hard Times) 1975

Um desempregado durante a Grande Depressão cuja única alternativa é lutar nas ruas. Chaney (Charles Bronson), é um desafortunado que embarca num comboio para Nova Orleans. Lá, no lado mais pobre da cidade, tenta ganhar dinheiro fácil, da única maneira que conhece, com os punhos. Chaney aproxima-se de Speed (James Coburn) e convence-o de que pode ganhar um bom dinheiro para ambos. Ganha algumas lutas ilegais mas Speed tem um débito com um gang de assassinos, o que força Chaney a lutar pela última vez com Street, um monstro enorme numa luta sem regras ou árbitro.
Walter Hill era ainda um novato, e já tinha chamado a atenção como argumentista de dois filmes:  "The Getaway" de Sam Peckinpah, e "The Mackintosh Man", de John Huston, quando teve a hipótese de pegar numa realização pela primeira vez. Escolheu um terreno um pouco diferente dos seus trabalhos como argumentista, um drama bastante tranquilo sobre um lutador viajante, que tenta fazer um pouco de dinheiro para si, da melhor forma que pode.
Co-escrito por Bryan Gindoff e Bruce Henstell, "Hard Times" é um filme perfeito: grandes interpretações de dois tipos duros, uma fabulosa montagem de Roger Spottiswoode, um futuro realizador que também já tinha dado os primeiros passos com Peckinpah, na montagem de "Straw Dogs" e "Pat Garret & Billy the Kid", montagem essa que enfatizava Bronson, nesta altura já na casa dos 50 anos.

Link
Imdb

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Pasqualino das Sete Beldades (Pasqualino Settebellezze) 1975

Durante a Segunda Guerra Mundial Pasqualino Frafuso (Giancarlo Giannini), um italiano, deserta do exército. Os alemães capturam-no e enviam-no para um campo de concentração, onde faz quase qualquer coisa para sobreviver. Em flashbacks, é vista a sua família com sete irmãs (as sete belezas), como Pasqualino cometeu um assassinato acidental ao amante de uma irmã, a sua confissão e prisão, a sua calculada troca para um asilo, e como decidiu volutariamente ser um soldado para escapar da prisão.
"Pasqualino Settebellezze" é uma sátira ousada, irreverente, e densa em camadas sobre uma cultura nacional de machismo, onde a crueldade humana justifica promover um clima de militarismo e permitir a cumplicidade, resultando na tragédia da Segunda Guerra Mundial. Ao apresentar a situação cívil de Pasqualino como uma consequência da interacção entre a vaidade e a covardia, Lina Wertmüller mostra-nos uma correlecção incisiva entre a agressão masculina e a virilidade.
Lina Wertmüller era uma das realizadoras mais controversas em Itália, e este era um dos seus melhores exemplos. Foi nomeado para quatro Óscares, sendo Wertmüller a primeira mulher a ser nomeada para melhor realizadora. O filme foi também nomeado para melhor actor (Giancarlo Giannini), Argumento, e Filme em Língua Estrangeira.

Link
Imdb

O Perfume da Senhora de Negro (Il Profumo Della Signora in Nero) 1974

Silvia (Mimsy Farmer), é uma jovem aparentemente bem ajustada na vida, com um emprego estável e um namorado. Quando não está a trabalhar, anda a jogar ténis, ou pelos típicos eventos sociais. No entanto, começa a presenciar fenómenos estranhos, vê coisas parece que não existem, como uma misteriosa mulher num vestido preto.Também começa a ter estranhas visões da sua infância, talvez memórias, já há muito esquecidas.
Pintor, ocasionalmente actor, e também argumentista, Francesco Barilli fez a sua estreia na realização neste giallo muito peculiar, que é ostensivamente uma descida de uma mulher à loucura, mas tal como o próprio realizador explicou, o filme é um híbrido de duas idéias. Barilli montou o conceito da loucura para os produtores do filme, mas como o argumento foi desenvolvido em conjunto com Massimo D’Avak, foi transformado numa história sinistra de um culto. Tem elementos do Giallo - no seu centro encontra-se um acontecimento traumático muitas vezes usado nestes filmes - mas concentra-se em quebrar as convenções do género.
A buscar muita inspiração no filme de Roman Polansky "Rosemary's Baby", é também um filme de terror estranhamente etéreo e difícil de classificar. Tem uma atmosfera irritantemente tranquila que muitas vezes se sente acidental, mas não é... 

Link
Imdb

domingo, 23 de agosto de 2015

Galo de Briga (Cockfighter) 1974

Frank Mansfield (Warren Oates) é um treinador de galos de luta, tão explosivo como os animais que treina. Faz uma aposta com Jack (Harry Dean Stanton), mas o seu melhor galo é morto na noite anterior à disputa pelo "Cockfighter of the Year". Por causa do seu comportamento obsessivo Frank fez um voto de silêncio, e mergulha numa nova jornada rumo ao seu novo objectivo: ser o melhor treinador de galos do ano, nem que isso lhe custe todas as suas posses e a mulher que ama.
Produzido por Roger Corman, este seria um dos quatro filmes que Monte Hellman e Warren Oates fizeram juntos, quase todos nos anos setenta. Se existe um herói esquecido do cinema americano dos anos setenta, esse tem de ser Warren Oates, embora ele fosse sempre um actor de poucas palavras, mas algumas das suas obras, não só as de Hellman, ficaram como autênticos filmes de culto. Aqui a personagem de Oates só tem duas cenas com diálogos, mas a sua expressividade é tão envolvente que é impossível ao espectador não se identificar com o protagonista.
Ficamos com uma sensação muito realista, já que o filme foi rodados em exteriores autênticos do sul dos Estados Unidos, e explora com olhos bem abertos a atracção da subcultura dos jogos e das apostas ilegais. Néstor Almendros faz um belo trabalho na fotografia.
O filme passou por baixo dos radares na altura em que saíu, por ser tão perturbador nas descrições sangrentas da crueldade animal, mas aparte isso é um dos filmes de culto dos anos 70.

Link
Imdb

Juventude à Solta (The Lord's of Flatbush) 1974

Butchey (Henry Winkler) forma um gang de casacos de couro, numa escola em Brooklyn durante a década de 50. O grupo é formado por Stanley (Sylvester Stallone) que é forçado a casar com a namorada depois de a engravidar, e Chico (Perry King) que anda envolvido com uma nova rapariga na escola chamada ane (Susan Blakely). À medida que vão entrando na idade adulta vão-se afastando, porque novos interesses começam a acontecer.
Pode ser melhor descrito como uma "série B" de "American Graffiti", que tinha sido lançado no ano anterior. Os valores de produção são de má qualidade, com uma imagem granulada que parece ter sido com uma câmera de filmar não profissional. A história é apresentada num estilo fragmentado, mais no estilo de vinhetas do que um real enredo. Os actores também não foram muito bem escolhidos, todos eles perto dos 30 anos e a interpretarem personagens de 18.
Realizado a quatro mãos, por Martin Davidson e Stephen Verona, tem a curiosidade de contar com Sylvester Stallone num dos seus primeiros papéis de protagonista, e um dos últimos antes do mega-sucesso de "Rocky". Só para curiosos. 

Link
Imdb 

sábado, 22 de agosto de 2015

7 Anos a "Passar" Filmes (2008/2015)

Já lá vão 7 anos. Obrigado a todos que por aqui ainda andam.

Général Idi Amin Dada: Autoportrait (Général Idi Amin Dada: Autoportrait) 1974

"Documentário, realizado pelo realizador Barbet Schroeder. Feito com o apoio e participação no argumento, do ditador africano Idi Amin, a produção mostra Amin na plenitude do poder no Uganda. O filme, é um estudo do caráter discutível e dos seus objetivos. Amin é seguido de perto numa série de colocações formais e informais, e combinou várias entrevistas curtas, nas quais Amin expõe frequentemente as suas estranhas teorias políticas, económicas, e de relações internacionais. O ditador é filmado supervisionando a escola de paraquedistas de Uganda, navegando por um parque selvagem, tocando jazz no acordeão, e organizando uma falsa batalha numa pequena colina nas Montanhas de Golan. A câmera registra momentos cómicos: paraquedistas fazem exercícios no pátio de recreio de crianças; um comité de boas-vindas de aldeões é forçado a fugir da poeira levantada pelo helicóptero de Amin; um membro do gabinete coça o nariz com um lápis durante um discurso bombástico de Amin, Porém, o humor subjacente do filme é negro. Amin censura os seus ministros pelo fracasso em representar Uganda "corretamente" para o mundo. Até mesmo protestando com seu ministro do exterior pelos fracassos nas relações públicas, ele é sempre jocoso e engraçado - duas semanas depois do término do documentário, o corpo do ministro do exterior foi encontrado flutuando no Rio Nilo. Conclua você mesmo se Amin foi canibal. Documentário exótico e fantástico."  Texto de Interfilmes

Link
Imdb

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Nada (Nada) 1974

Um grupo terrorista europeu chamado "Nada", rapta o embaixador americano. Rapidamente surgem tensões entre os elementos devido às discrepâncias sobre os passos que se seguem. Mais tarde o grupo terá de lidar com uma polícia extremamente dura, que durante o resgate utiliza a violência, sem e importar com a vida do embaixador.
"Nada", de Claude Chabrol é um epílogo irónico sobre o Maio de 1968, período de revoltas estudantis esquerdistas. Parece uma espécie de sequela de "La Chinoise", de Jean-Luc Godard. Fotogénico, com os slogans revolucionários de Godard, mais cínico, e com menos ambições políticas. Tanto Godard como Chabrol assistiram a muitos filmes de gangsters americanos, e aprenderam as lições. Ambos estão apaixonados pela imagem de românticos revolucionários, uma seita secreta a fazer declarações políticas através da violência, e assim, naturalmente, surge o plano para raptar o embaixador americano.
Baseado num livro de Jean-Patrick Manchette, que dá uma ajuda no argumento, conta com um elenco de primeira linha: Fabio Testi, Michel Duchaussoy, Maurice Garrel, Michel Aumont e Lou Castel.

Link
Imdb 

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Phase IV (Phase IV) 1973

Quando um fenómeno cósmico, aparentemente causa uma mutação nas formigas, tornando-as seres inteligentes, um grupo de cientistas vai ao deserto para investigar. Lá deparam-se com estranhas construções das formigas, em formas geométricas que, apesar de mostrar um propósito, este permanece obscuro para os humanos. Logo, se inicia o conflito com as formigas atacando os membros da equipa científico. Os dois líderes da equipa, o Dr. Ernest e James chegam a conclusão de que a evolução se faz em ciclos e, aproximamo-nos da fase 4, onde uma nova ordem surgirá para a vida na terra.
"Phase IV", única longa metragem do famoso designer Saul Bass, é um pequeno filme de ficção científica completamente fora de vulgar, em que a ameaça extraordinária (uma colónia de formigas altamente evoluídas) tem muito mais destaque do que os personagens humanos, que lutam contra elas. O filme começa ao nível do solo, e é preciso cerca de 10 minutos até aparecer uma personagem no ecrã. Mesmo assim, Bass lentamente, evita apresentar a humanidade para o espectador, começando com um shot de um jipe a mover-se perante uma paisagem árida.
É um filme que tem de ser catalogado no género sci-fi / terror. Constrói o terror não através de efeitos especiais ou violência, mas através do subtil desenvolvimento da atmosfera, com um sentimento crescente de pavor.

Link
Imdb