sexta-feira, 17 de maio de 2013

Zhang Yimou

Talvez o cineasta mais aclamado pela crítica a emergir da China continental nos tempos modernos, Zhang Yimou chamou a atenção da crítica durante a década de 90, pelos seus filmes tensos que pareciam indiretamente subverter o poder centralizado do governo comunista da China. 
Vários dos primeiros filmes de Zhang foram proibidos na sua terra natal, mas ganharam uma forte audiência no Ocidente como resultado disso. Zhang cresceu a saber como lidar com os censores chineses à medida que envelhecia, e alguns críticos, dentro e fora da China, os seus filmes posteriores pareciam ser menos extremistas. A sua perícia técnica cresceu bastante, no entanto, o filme pelo qual muitos cinéfilos internacionais mais apreciam o seu trabalho é pelo estonteante épico histórico de artes marciais "Hero" (2002).
Zhang Yimou nasceu a 14 de novembro de 1951, em Xi'an. Começou por descobrir a sua primeira paixão, a fotografia, e chegou a vender sangue para poder comprar a sua primeira máquina fotográfica. Em 1978, consegue ser admitido no departamento de fotografia da academia de cinema de Beijing.
Formou-se em 1982 por essa academia, juntamente com figuras como Chen Kaige e Zhang Junzhao, uma classe de alunos que formaram nos anos 80 a chamada "quinta geração" do cinema novo chinês e começaram a fazer filmes após a revolução cultural. Trabalhou depois como diretor de fotografia em pequenos estúdios no interior do país e colaborou com Chen Kaige no filme Yellow Earth (1984), o primeiro filme da "quinta geração". Foi depois convidado pelo estúdio de cinema de Xi'an onde descobriu a sua verdadeira vocação, a realização.
A sua estreia dá-se com o filme Hong gao liang (Milho Vermelho, 1987), pelo qual recebe o Urso de Ouro do Festival de Berlim, dando a conhecer ao público a bela Gong Li e catapultando Yimou para o sucesso internacional.

Durante os próximos dias, passarão aqui vários filmes deste realizador chinês. Este também será o último ciclo deste mês. Espero que gostem.

 

1 comentário:

ajanelaencantada disse...

Mais um ciclo que vou seguir com interesse. Zhang Yimou é o único realizador chinês que conheço, mas nunca vi um filme dele de que não gostasse. Pelo contrário, filmes como "The Road Home", "Hero", "House Of Flying Daggers" e "Curse of the Golden Flower" são para mim lindíssimos. Talvez o "estigma" das artes marciais (presentes nalguns dos seus filmes) afaste algumas pessoas, o que é uma pena.