quinta-feira, 21 de março de 2013

O Ano do Dragão (Year of the Dragon) 1985


"There's a new Marshal in town". Estas palavras são proferidas pelo detective de Nova York, Stanley White (Mickey Rourke), depois de lhe ser atribuída a tarefa gigantesca da limpeza de Chinatown, que, nos últimos meses, tem sido assolada pela violência dos gangs. Como Harry Callahan, o policia renegado de Clint Eastwood da série Dirty Harry, White ocasionalmente opera para lá da lei, para garantir que a justiça é feita. Mas, como ficamos a saber logo no início do filme, Stanley não é exatamente um herói. Na verdade, ele por vezes consegue ser um grande bastardo.
A investigação de White centra-se nas actividades de Joey Tai (John Lone), um gangster jovem e ambicioso que recentemente assumiu o controle do vasto império da sua família criminosa. Com a ajuda da repórter Tracy Tzu (Ariane), um White sempre persistente interrompe toda a operação de Tai, iniciando uma batalha entre os dois homens que, antes de acabar, vai custar um elevado número de vidas.
Mickey Rourke, pode dizer-se que foi um actor chave no cinema de Hollywood dos anos oitenta, em "O Ano do Dragão", é dos filmes em que ele mais brilha. Há momentos em que estamos definitivamente do seu lado, mas Stanley White é um personagem difícil de se gostar. Além do seu chocante desrespeito para com a lei (chega ao ponto de prender centenas de chineses apenas para enviar uma mensagem a Joey Tai), além de também permitir que os sentimentos pessoais interfiram com o seu trabalho. Um veterano de guerra do Vietname, Stanley deixa muitas vezes o seu ódio por todas as coisas chinesas falarem mais alto do que ele, e observações racistas são também frequentes. Ignora a sua esposa sofredora, Connie (Caroline Kava​​), e, corteja Tracy Tzu, mesmo indo tão longe a ponto de forçá-la quando ela recusa ter relações sexuais. É tão estranho o seu comportamento que chegamos a perguntar como é que ele não foi expulso das forças policiais. No outro lado está Joey Tai, bem interpretado por John Lone. No início, parece que o interesse primário de Tai é o negócio. Na sequência de um ataque a um restaurante da propriedade do seu tio, Harry Jung (Victor Wong), Tai começa a retaliação, principalmente porque muito pouco dinheiro q entrar nos cofres, e não podem correr o risco de baixar as receitas futuras. Mas, debaixo do seu fato branco e tino comercial, Joey Tai é um criminoso de sangue frio.
"Year of the Dragon" marcava o regresso de Michael Cimino, cinco anos depois de "Heaven's Gate", um projecto muito mal amado, completamente falhado do ponto de vista comercial. A história em si é um veículo perfeito para Cimino encenar explosões, tiroteios, confrontos violentos e afins. Baseado num romance de Robert Daley (que também escreveu o livro que mais tarde se tornou em "Prince of the City", outro grande filme) e co-escrito por Cimino e Oliver Stone (que se preparava para dar dar o salto no ano seguinte). Temas como o racismo, o orgulho , a ganância, a raiva e a vingança são abordados de uma forma bastante eficaz. Cimino e Stone, ambos pesados ​​a retratarem as mulheres, limitados de diálogos, e lançando uma mão pesada nas mensagens políticas que surgem em cada cena, provavelmente foi muito difícil criar entusiasmo por uma tão violenta exposição da guerra dos gangs chineses em Chinatown, mas este é um filme sobre o qual foi-se criando uma aura mítica ao longo dos anos. 
Pouco amado, é verdade, mas provavelmente é o mais perfeito exemplo do que era um típico filme policial dos anos 80. Pelo menos para mim, é o meu preferido.

Mega
Link
Imdb

2 comentários:

FilmPuff disse...

Tens razão. Este é um filme excelente e é para mim uma referência para os policiais da época. É um dos meus filmes preferidos com o Rourke juntamente com o Angel Heart.

My One Thousand Movies disse...

O meu preferido dele continua a ser o Motorcycle Boy do "Rumble Fish", que é a foto do logo aí em cima...