segunda-feira, 25 de março de 2013

A Hora Suprema (Seventh Heaven) 1927


“For those who will climb it, there is a ladder leading from the depths to the heights – from the sewer to the stars – the ladder of courage.”
É assim que o lendário realizador de Hollywood , Frank Borzage, introduz este lindo e romântico drama mudo, passado em Paris , em vésperas da Primeira Guerra Mundial, e baseado numa peça da Broadway do mesmo nome, de Austin Strong .
Conta-nos a história emocionante e inspiradora de um romance improvável entre dois párias da sociedade - Chico (Charles Farrell) , um trabalhador humilde dos esgotos da cidade, cuja maior ambição na vida é ser elevado ao nível de lavar as ruas, e Diane ( Janet Gaynor ), uma pobre vagabunda da rua que é implacavelmente maltratada e agredida pela sua cruel irmã , Nana ( Gladys Brockwell ) - e como a sua união lhes permite subir juntos uma escada de coragem , para ir além das suas origens humildes.
Como um público moderno , temos dúvidas desde o início se Borzage é descaradamente sentimental no seu tratamento deste assunto, de forma que alguns espectadores , criados numa sociedade pós - moderna, onde a ironia e o sarcasmo dominam , podem achar difícil de se identificar. Assim é que Chico e Diane são reunidos pelo destino, um encontro casual que ocorre quando Diane é expulsa da sua casa pela irmã , rancorosa e maliciosa , que , de seguida, sufoca -a quase ao ponto de a matar , bem por cima do esgoto de Chico. Incapaz de suportar e assistir a esta situação angustiante , Chico resgata Diane das garras da sua irmã, mas , quase com medo de reconhecer o seu próprio heroísmo , inicialmente finge ser quase tão insensível para com Diane como a irmã era sádica.
Para uma audiência moderna pode parecer demasiado evidente algum sentimentalismo religioso , e uma ausência de sutileza e ironia , mas devemos ter cuidado para não julgar tais coisas para os padrões do nosso tempo . De qualquer modo, para além de todo o sentimentalismo, o filme inclui algumas das melhores linhas sobre a religião, e é considerado um dos melhores dramas do cinema mudo .Ganhou três Óscares em 1929 (melhor realizador, actriz e argumento).
A diva aqui é Janet Gaynor. Em 1929 tinha 23 anos, e foi a primeira actriz a ganhar o Óscar de Melhor Actriz, pela sua prestação conjunta em em três filmes: este, "Aurora", de Murnau, e "Street Angel", de Frank Borzage.Até 1986 ela foi a mais jovem actriz a ganhar este prémio. Aposentou-se em 1938.


Link
Imdb

Nenhum comentário: