quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

O Novo Cinema Extremista Francês: A brutalidade nos filmes de terror do milénio

Esta vaga que temos vindo a seguir, terminou por volta de 2004, com os seus realizadores mais importantes, já estabelecidos na indústria de cinema francesa. Praticamente ao mesmo tempo começava uma nova vaga, agora ligada ao cinema de terror.
Esta segunda parte deste ciclo vai apresentar uma nova vaga de brutalidade em filmes de terror franceses na década de 2000. Estes obras também têm em conta os filmes do "novo extremismo", um termo nebuloso e vagamente concebido para filmes que tem um ponto ou outro não incluídos apenas no cinema de arte reconhecido, mas também no novo horror francês. Utilizando estratégias estéticas que atravessam as fronteiras da expectativa, tanto no cinema de arte como no género horror, estes filmes repelem e brutalizam as suas audiências até à exaustão. Derivam como representações alegóricas de ansiedades culturais de uma cultura inundada com imagens de tortura e terrorismo, e como imagens que são projetadas para nos repelir jogando com essas ansiedades.
Os filmes dentro desta nova vaga do Novo Cinema Extremista francês têm diferentes influências de uma série de sub-géneros do horror - a saber, os slashers, o terror psicológico e os filmes de gore - mas todos os que estão dentro desta categoria transmitem também influências de um outro género infame, o Body Horror. Pascal Laugier, o realizador de Martyrs - sem dúvida o filme mais reconhecído dentro deste movimento - citou as séries americanas de "torture porn" "Saw", e "Hostel", de Eli Roth como duas grandes influências no seu trabalho. 
Outro realizador notável ligado a este novo género, Xavier Gens (criador de Frontier's), descreveu o seu trabalho como: "Uma carta de amor ao cinema de género". Quando estimulado a lançar luz sobre as inspirações desta carta de amor, ele disse: "Há um monte de referências a "Texas Chainsaw Massacre", "The Fly", e muitos outros." À luz das influências americanas/Canadianas deste duo de importantes realizadores, é relativamente seguro supor que um número significativo de realizadores ligados a esta tendência recente assumiram semelhante influências.
Nos próximos dias, vamos ver 8 filmes deste sub-sub-género, alguns deles do cinema de terror mais importante da década passada. Espero que gostem.
 

Nenhum comentário: