quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Intimidade (Intimacy) 2001



Jay mora sozinho num apartamento miserável em Londres depois de deixar a mulher e os filhos. Frio e cínico, parece não ter necessidade de uma relação emocional. Satisfaz as suas necessidade de amor físico ao ter sexo uma vez por semana com uma mulher que o visita, sem dizer uma palavra. Depois de algum tempo, ele fica curioso sobre a estranha mulher e decide segui-la quando ela o deixa. A mulher acaba por ser uma aspirante a actriz, Claire, que dá aulas de teatro e trabalha para uma pequena companhia de teatro. Intrigado para saber mais, Jay começa a conhecer o seu marido, Andy...
Depois de sucessos como La Reine Margot (1994) e Ceux qui m'aiment prendront le train (1998), Patrice Chéreau alcançou alguma notoriedade e, com "Intimidade", o seu primeiro filme em língua Inglesa, que explora o lado mais obscuro do desejo humano. O filme tem a provocação de um dos primeiros filmes do realizador, L'Homme blessé (1983), que também tem uma visão pessimista e perturbadora da sexualidade humana. No entanto, apesar da ousadia mostrada tanto na exploração do tema, como no estilo cinematográfico, Intimidade é  de um modo geral, um trabalho decepcionante, deixando de mostrar tanto a convicção como a qualidade artística de outros trabalhos de Chéreau.
A forma crua em qual o filme é filmado e editado inicialmente ao drama um frisson de vérité, e as imagens são tão implacavelmente sombrias que a que sensação visual sombria do filme em breve torna-se um dos seus pontos altos. Acrescente-se a isso um conjunto de personagens totalmente antipáticos, cuja negatividade está constantemente presente, mas nunca explicada, e o filme consegue fazer praticamente tudo o que pode alienar o público. O final do filme parece ser mais sentimental.

Link 
Imdb

Nenhum comentário: