terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Estranhos na Mesma Cidade (Ironweed) 1987



Francis Phelan (Jack Nicholson) é um antigo jogador de Baseball, alcoólatra e marido, que abandona a vida de casado para viver na estrada. Em 1938 regressa à sua cidade natal, como vagabundo, em Albany, Nova Iorque. As ruas são-lhe familiares, e trazem-lhe à mente o sentimento de culpa da morte do filho, 22 anos antes, e outra que ele causou a um trabalhador durante uma greve. Embora seja um homem violento, também se preocupa com Helen (Meryl Streep), companheira de rua durante muitos anos, e Rudy (Tom Waits), outro vagabundo seu amigos. Depois de reunir algum dinheiro, está na altura de visitar a sua ex-mulher (Carroll Baker), e restante família.
William Kennedy adaptou a sua própria novela, vencedora de um prémio Pulitzer, para o grande ecrã, num filme realizado pelo realizador argentino/brasileiro Hector Babenco. Filme que tinha tudo para vencer, já que Babenco vinha do enorme sucesso de "O Beijo da Mulher Aranha", que lhe tinha valido uma nomeação ao Óscar de melhor realizador, e um Óscar de Melhor actor para William Hurt. O trabalho de actores é mais uma vez impecável, e daqui resultariam mais duas nomeações, uma para Jack Nicholson, outra para Meryl Streep.
Há uma grande morbidez e uma tristeza extrema que percorrem o filme, a que Babenco se liga e nunca se curva perante a audiência, para lhes dar o caminho mais fácil. Francis é um homem assombrado pela morte, pela morte do seu filho, pela morte de outro homem às suas próprias mãos, pela dissolução de um casamento, e pelo falhanço de conseguir qualquer sucesso.
Este é sobretudo um filme de actores. Primeiro de Jack Nicholson, depois de Meryl Steep. Tom Waits trabalhava pela primeira vez com Babenco (voltaria a trabalhar), também tem um papel de destaque, mas é um pouco abafado perante as estrelas maiores. Mais um papel decadente, bem ao seu estilo.

 Link
Imdb

Nenhum comentário: