domingo, 17 de novembro de 2013

Atrás da Porta Verde (Behind the Green Door) 1972



Foi lançado nos cinemas antes do famoso "Garganta Funda" no início do mesmo ano, e foi feito com um orçamento de 60.000 dólares. Iria trazer mais de 25 milhões de dólares de receitas incluindo o lançamento em vídeo. Na altura a pornografia era um grande negócio nos cinemas e este filme ao lado de "Garganta Funda" eram a prova disso. "Behind the Green Door" é lembrado principalmente porque foi o primeiro filme para adultos em que entrou a lendária Marilyn Chambers, que já era conhecida antes de entrar em filmes para adultos como modelo da Ivory Soap.
O filme é muito simples, é basicamente a história de Gloria que é raptada e levada para um teatro onde há uma enorme orgia a acontecer. Lá, é forçada a participar nas actividades em curso em frente de uma plateia que assiste. Isso vai parecer muito estranho para os mais jovens, mas havia, na verdade, teatros como este na Nova York da década de 70, onde as pessoas iam para ver e participar em coisas exatamente como no filme. Seria difícil de imaginar algo parecido nos dias de hoje, não acham?
Embora o argumento seja relativamente simples, o que torna o filme excepcional é o desempenho de Marilyn Chambers, que não pronuncia uma única palavra durante todo o tempo de duração. A sua complexa personagem de Gloria, através de expressões faciais habilmente bem executadas e linguagem corporal, dizem muito mais do que qualquer diálogo possível. A banda sonora, a fotografia, os cenários e as performances, todos contribuem para o ambiente surrealista do filme. Mas é o desempenho total e completo de Chambers que se destaca e iria fazer dela, não só uma grande estrela, mas uma lenda do cinema para adultos. Além disso, ela também se tornaria uma figura popular nos filmes mainstream e na TV 
Uma nota interessante sobre o filme, é que o jogador profissional de futebol americano Ben Davidson, que na altura jogava nos Oakland Raiders, tem um papel não sexual, divertido, como segurança no Green Door.

Link 
Imdb 

1 comentário:

Hugo disse...

Apesar da já ter visto boa parte dos filmes que aqui colocaste, este para mim é que é o TAL filme deste ciclo :)