sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

The Valiant Ones (Zhong Lie Tu) 1975



Depois do sucesso de A Touch of Zen (1971), King Hu regressou a Hong Kong para trabalhar em dois filmes wuxia: The Fate of Lee Khan (1973) e The Valiant Ones (1975), que assumiram abordagens totalmente diferentes. O primeiro centra-se no ambiente de estúdio de uma pousada, enquanto o segundo tenta um outro tratamento estético, utilizando principalmente exteriores em volta de ilhas desertas ou no interior campestre. A história é simples: o Governo central envia um grupo de funcionários para limpar uma invasão de piratas japoneses, levando a uma série de táticas, conspirações e trabalhos estratégicos. Além de uma história trágica que gradualmente revela traição, armadilhas de astúcia e intrigas complicadas, o filme é um must para quem está interessado em coreografias de artes marciais que criativamente implantam habilidades na montagem, e um retrato rítmico de ação e perspectivas de câmera inusitadas. Este é um filme que transporta não apenas a assinatura de King Hu, mas também a sua crença de que os combatentes justos vão deixar marcas na história.
Embora King Hu continuasse a fazer filmes de época cheios de intrigas, The Valiant Ones é o seu último verdadeiro wuxia; o seu trabalho posterior inclui apenas momentos ocasionais de ação. Talvez esse sentimento de despedir-se de um género amado é a origem do profundo sentimento de melancolia em The Valiant Ones. Mas, ao contrário dos heróis sobrenaturalmente dotados da maioria dos filmes de swordplay, os guerreiros de Hu são mortais.
  Este filme não tem uma poderosa e carismática personagem central de outros filmes de Hu - como Golden Swallow em "Come Drink with Me" ou Miss Yang em "A Touch of Zen", e a falta de um herói principal fere um pouco o filme. Ainda assim, é uma obra bastante absorvente. A ação, que é coreografada por Sammo, mostra uma melhoria significativa em relação a The Fate of Lee Khan, também feita por si. 
Legendado em inglês.
Link 

Nenhum comentário: