sábado, 28 de dezembro de 2013

Raining in the Mountain (Kong Shan Ling Yu) 1979



Ao lado de Legend of the Mountain, Raining in the Mountain é um dos dois filmes produzidos na Coreia do Sul por King Hu trabalhando como independente. Embora não seja um filme de artes marciais, pisca o olho a trabalhos anteriores do realizador, como a trilogia de filmes da "pousada". Tendo usado anteriormente a pousada como uma colmeia de desonestidade, Hu aqui transforma num mosteiro budista o seu teatro de ação. Enquanto vários monges conspiram entre si para suceder ao actual abade, um general e uma ladra de aluguer competem para roubar um pergaminho antigo escondido na biblioteca do mosteiro. Hu habilmente contrasta a incessante intrigante, a ganância e a ambição dos personagens nos cenários labirínticos com o princípio budista da renúncia, representados pelas paisagens amplas de abertura e do encerramento do filme.
  Formalmente filme de artes marciais, Raining in the Mountain desenvolve uma narrativa complexa assente num vasto número de personagens e interesses em conflito. Hu está menos interessado em rodar acção do que em potenciar o choque entre a moral (budista, mas, no fundo, universal) e a corrupção dos princípios. Sendo talvez injusto valorizá-lo enquanto parte de um género — as coreografias estão datadas e os efeitos assentam muito na montagem, com muitos planos curtos e cortes súbitos —, trata-se, sem dúvida, de uma obra maior do cinema chinês, com direcção segura e fortemente moral e moralizador, sem paternalizar ou simplificar o que tem para dizer.
Legendado em inglês.

Link
Imdb

Nenhum comentário: