terça-feira, 17 de dezembro de 2013

"a cinefilia é coisa para noctívagos, coisa para vampiros, coisa para necrófilos, para quem se alimenta da escuridão, do desconhecido, da solidão e, enfim, da morte. O cinéfilo é um amante de fantasmas, do que partiu e não volta mais, do que a sociedade se precipita em enterrar ou considerar caduco. A cinefilia é um acto insurreccional, um voodoo que convoca o Deus-pagão cinema para reanimar as estrelas cadentes e os mitos esquecidos. É, portanto, uma actividade primitiva, um “rito” que pertence, por inteiro, às noites de lua cheia."  Daqui

Ao longo de cinco anos e picos, tenho percorrido um caminho que nem eu próprio entendia. Percebi hoje ao ler este texto qual é exatamente o meu papel no mundo. 

Tudo isto só para dizer que hoje o My Two Thousand Movies completa o seu primeiro ano. Obrigado. 

Nenhum comentário: