sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

John Cassavetes

"The most difficult thing in the world is to reveal yourself, to express what you have to. As an artist, I feel that we must try many things - but above all we must dare to fail. You must be willing to risk everything to really express it all."

John Nicholas Cassavetes nasceu a 9 de dezembro de 1929, em Nova York. Em 1950, graduou-se na American Academy of Dramatic Arts, e rapidamente agarrou pequenos papéis em vários filmes e na televisão. Em 1956, Cassavetes começou a ensinar método de interpretação no seu próprio Workshop, em Nova York. Um exercício de improvisação inspirou a idéia para o seu filme de estreia, "Shadows". Embora não conseguisse distribuição americana, o filme ganhou o Prémio da Crítica no Festival de Veneza no ano seguinte. Daqui até 1960, Cassavetes apareceu num punhado de produções de série B e produções para televisão antes de finalmente dirigir dois filmes para Hollywood: "Too Late Blues" e "A Child is Waiting". Estes filmes não lançariam a carreira de Cassavetes, mas permitiram-lhe arranjar trabalho em obras mais importantes, como os filmes, "The Dirty Dozen" em 1967, e, Rosemary's Baby", em 1968. O sucesso como actor permitiu a Cassavetes mudar-se para Los Angeles, Califórnia, e financiar, escrever, dirigir e interpretar o seu filme seguinte, chamado "Faces", com a esposa, Gena Rowlands.
Faces foi nomeado a três Óscares, e Cassavetes ganhou a atenção e o respeito que precisava para continuar a fazer filmes independentes. De 1970 a 1984, nasceram uma série de clássicos do cinema independente: "Husbands", "Minnie e Moskowitz", "A Woman Under the Influence", "The Killing of a Chinese Bookie", "Opening Night", "Gloria", e "Love Streams". Em 1984, Cassavetes foi diagnosticado com cirrose do fígado devido ao consumo excessivo de álcool, e foi lhe dado seis meses de vida. Em 1987, Cassavetes tinha desafiado este prognóstico e escreveu uma peça de três actos chamada "Woman of Mystery", que foi apresentada nesse ano no Court Theater. Cassavetes trabalhou durante 1988 para produzir um filme intitulado "She's Delovely", mas o projecto parou por causa de problemas financeiros. Infelizmente sucumbiu à cirrose do fígado a 3 de fevereiro de 1989, com a idade de 59.
John Cassavetes foi considerado um génio, um visionário, e o pai do cinema independente. Mas tal retórica ameaça obscurecer o humanismo e generosidade da sua arte.10 dos seus filmes magníficos, irão passar por aqui nos próximos dias. Espero que gostem.


1 comentário:

ajanelaencantada disse...

Só para dizer que estou a ler tudo com atenção. Cassavetes é um dos realizadores que sempre esteve na minha lista de "a ver", mas que acaba sempre adiado. Espero que este excelente guia seja o empurrão que me faltava.

Parabéns por mais um grande trabalho!