segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Walkabout (Walkabout) 1971



Duas crianças são abandonadas pelo pai, que pouco antes de se suicidar tenta matá-las numa região isolada do deserto australiano. À mercê do destino, e com poucos recursos para sobreviver, os dois jovens começam a ser ajudados por um aborígene, que vive sozinho no deserto para cumprir um ritual da sua tribo.
Durante muitos anos "Walkabout" de Nicolas Roeg, um filme intenso sobre os conflitos entre civilização e natureza, e da tragédia que pode resultar quando as pessoas não se conseguem comunicar, era uma espécie de filme perdido. Embora tenha sido lançado nos cinemas em 1971, para aclamação da crítica generalizada e ajudando a solidificar o status de Roeg como um dos mais importantes e inovadores realizadores britânicos, o filme esteve quase três décadas sem ter sido libertado para o mercado de vídeo.
O argumento é da autoria do dramaturgo britânico Edward Bond, que previamente tinha escrito os diálogos em inglês para "Blowup", de Michelangelo Antonioni, e é uma adaptação vagamente baseada de um livro de aventuras de James Vance Marshall, intutulado "The Children", um pseudónimo para o escritor Donald Gordon Payne. Ao contrário do livro, que começa com as duas crianças presas no interior australiano depois de um acidente de avião, o filme começa na cidade, onde Roeg, de forma rápida e eficaz estabelece o repetitivo movimento da sociedade moderna, com as suas paredes de tijolo e altos arranha céus.
Roeg, que começou a sua carreira como director de fotografia, realizador e produtor de alguns dos mais intrigantes filmes da década de setenta, incluindo "Don´t Look Now" e "The Man Who Fell to Earth", faz um belo trabalho ao transformar o interior numa personagem muito própria. A câmera precorre constantemente o deserto, encontra vida em todos os cantos e recantos. Apesar da ameaça eminente que representa para as crianças, percebemos que o deserto não um local desolado, cercado pela morte, mas sim um ambiente maravilhoso repleto de vida e vitalidade. 
"Walkabout" dá-nos um retrato competente do "outback". Belo e duro, sensual e perigoso, cheio de vida e de morte. Foi nomeado para a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1971, mas não ganhou nada.

Link
Imdb

Nenhum comentário: