terça-feira, 8 de setembro de 2015

Melodia para Um Assassino (Fingers) 1978

Jimmy Angelelli (Harvey Keitel) quer ser pianista. O seu pai, Ben Angelelli (Michael V. Gazzo), quer que ele entre para o "negócio da família". O problema é que o negócio de família representado em "Fingers", é o crime organizado. Jimmy vai encontrar-se dividido entre a arte e a lealdade ao pai, entre a sua sexualidade e o seu passado.
Filme de estreia de James Toback, argumentista de "The Gambler" de Karel Reisz, é uma obra que consegue capturar muito bem o mundo sinuoso e desolado da década de setenta. Tudo é cinzento, e quase que podemos sentir o cheiro do Inverno. Toback recusa-se a censurar as suas fantasias mais febris, como o estereotipo do homem negro que maltrata as mulheres (Jim Brown tem um papel notável aqui). Mesmo vinte anos depois Toback ainda não tinha perdido as obsessões presentes nesta sua primeira obra, como pode ser visto em "Black & White" ou "Two Girls and a Guy". Claramente o realizador consegue dizer o que quer sobre a natureza dualista dos homens, de si próprio como um artista.
Grande interpretação de Harvey Keitel, que então já se tinha destacado em filmes como "Mean Streets" ou "The Duellists", e que dá aqui boas indicações para um futuro risonho.

Link
Imdb

Nenhum comentário: