sábado, 5 de setembro de 2015

Schock (Shock) 1977

Nora voltou a casar-se depois da morte do primeiro marido. O comportamento estranho do filho, Marco, de 7 anos, ameaça a vida dela e de Bruno, o segundo marido. O jovem prometeu matar a mãe e acidentes estranhos começam a acontecer na nova casa, tendo sempre Nora como vítima.
 Derradeiro filme de Mario Bava. "Bay of Blood" pode ser o mais sangrento, "Black Sunday" pode ser o mais influente, "Blood and Black Lace" pode ser o mais bonito, mas Bava nunca fez um filme tão assustador como este. Um soco no estômago claustrofóbico que arrasta o espectador directamente para dentro da mente de uma mulher a enlouquecer, o filme apresenta algumas concessões sangrentas dos filmes de terror dos anos setenta, mas, visualmente, também é uma peça muito bem trabalhada, além de ser devastador psicológicamente.
Nos Estados Unidos foi lançado com o título de "Beyond The Door II", embora nada tivesse a ver com o primeiro, aparte o vago tema da possessão, e a presença do jovem David Colin Jr,  protagonista também no primeiro filme, então com quatro anos. Daria Nicolodi, uma das divas de Argento, tem um dos melhores papéis da sua carreira, para não dizer o melhor, iniciando o filme como uma figura doce e maternal, mas transformando-se, gradualmente, numa figura completamente histérica.
"Schock" raramente é citado como um exemplo do cinema de Bava, e marcava um aumento na colaboração com o seu filho, Lamberto Bava, que foi autorizado a tomar as rédeas em algumas cenas. A primeira obra do jovem Bava veria a luz do dia três anos depois.

Link
Imdb

Nenhum comentário: