sábado, 26 de setembro de 2015

Rio da Prata (Silver River) 1948



Errol Flynn na figura de um aventureiro pouco escrupuloso que, a pouco e pouco, se torna senhor de uma região de minas de prata e se apaixona pela mulher do seu melhor amigo, que envia para a morte, numa variação da história bíblica de David.
Empolgante em alguns momentos, mas de um modo geral mediano western de série B, seria a última colaboração oficial entre Flynn e Raoul Walsh. Fizeram um total de sete filmes juntos, mas Walsh já estava farto do comportamento alcoólico de Flynn, que começava a beber de manhã, e, por vezes, da parte da tarde já estava demasiado bêbado para trabalhar. Disse oficial porque Walsh não foi creditado em "Montana", realizado em 1950. Embora seja um filme menor na carreira de Walsh, segue a mesma trajetória que outras obras do realizador, para caír num conto moral desinteressante e cauteloso. É baseado num livro de Stephen Longstreet, que co-escreveu o argumento com Harriet Frank Jr.
Safa-se um bom elenco de secundários, que inclui Ann Sheridan, Thomas Mitchell, e Bruce Bennett. O filme foi mal recebido pelo público, talvez porque a personagem de Flynn não era muito simpática, e não teve o tratamento adequado do actor. Como se sabe, a atravessar problemas com o álcool.

Link
Imdb

Nenhum comentário: