segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

White Night Wedding (Brúðguminn) 2008



Jon é um professor de meia idade que está quase a casar pela segunda vez, com uma das suas ex-alunas que tem metade da sua idade. Mas nem tudo são rosas. Em primeiro lugar temos a mãe da noiva, que se opôs violentamente a esta relação, e que exige o reembolso de um empréstimo antes do casamento. Em segundo lugar são os seus planos para construir um campo de golfe, na ilha onde vão viver. Em terceiro a bebedeira descomunal do seu padrinho, e por último a presença emocional da sua primeira esposa que assombra todos os seus movimentos. Depois de uma longa noite a beber e a pensar, será que Jon vai mesmo querer casar?
Baltasar Kormakur parece ter um prazer quase perverso em apresentar personagens peculiares que seguem os seus instintos sem pensarem nas consequências que poderão ter as suas acções. Ele armadilha este filme, tal como já o tinha feito em duas anteriores como "The Sea" ou "101 Reykjavik". Comportamentos bizarros juntamente com interacções compassivas dão aos seus filmes um sentimento muito distinto, que acaba por resultar num filme muito interessante, pelo meio da complexidade humana e de questões não resolvidas.
Baseado numa peça de Chekhov chama "Ivanov" o filme é rico em questões filosóficas e devaneios ideológicos. O filme é essencialmente sobre a necessidade de Jon encontrar a felicidade dentro dos constrangimentos do que é fazer a coisa considerada certa. Felizmente não são dadas respostas a estas questões complexas.

Link
Imdb

Nenhum comentário: