terça-feira, 6 de maio de 2014

Fugiu Um Condenado à Morte (Un Condamné à Mort s'est Échappé ou Le Vent Souffle où il Veut) 1956



Filme verídico, baseado nas memórias de Andre Devigny, um activista da resistência francesa é preso pelos Nazis, e passa as suas horas de encarceramento a planear uma fuga. No mesmo dia que é condenado à morte recebe um novo colega de cela. Deverá matá-lo? Ou arriscar-se a revelar o seu plano a um oficial da Gestapo?

Muito tem sido escrito sobre este filme de Robert Bresson de 1956, visto como um sublime exemplo do estilo meticuloso do realizador, mas o que os novatos para a filmografia de Bresson vão descobrir, é um sentimento contemporâneo: sem um único shot desperdiçado, ou uma sequência não necessária, "Fugiu Um Condenado à Morte" é o protótipo filme de fuga da prisão, que transcende muitas das futuras imitações, porque as reviravoltas no enredo estão directamente ligadas às necessidades da personagem principal.
"Fugiu Um Condenado à Morte" é muita vez considerado um filme minimalista, pelo seu foco numa única personagem, e um elevado uso do silêncio e do diálogo racionalizado, embora isto não reconheça a densidade, e o ritmo acelerado com que o filme acontece. Bresson pode dedicar muito tempo aos pequenos detalhes, masas sempre o faz com um propósito.
Foi um filme muito importante para Bresson. O seu maior sucesso comercial, e um dos maiores a nível crítico, acabou por ganhar o prémio de Melhor Realizador em Cannes onde competia com alguns ferozes rivais: Ingmar Bergman (O Sétimo Selo), Federico Fellini (Noites de Cabiria), entre outros.Uma obra-prima do expressionismo realista.

Link
Legendas
Imdb

Nenhum comentário: