segunda-feira, 23 de junho de 2014

Battles Without Honor & Humanity (Jingi Naki Tatakai) 1973



A acção começa nas ruas de Hiroshima, um ano depois do Japão se ter rendido às forças aliadas, na Segunda Guerra Mundial. O caos superior reina, com as pessoas a tentarem viver numa sociedade sem regras. É neste ambiente que vamos encontrar Shozo Hirono (Bunta Sugawara), um homem que apenas quer chegar vivo ao dia seguinte. Depois de uma briga na prisão Shozo faz amizade com um bandido preso ((Tatsuo Umemiya), que o promete ajudar em troca deste o ajudar a saír da prisão. Shozo consegue ajudá-lo, e assim começa a sua ascenção na hierarquia da Yakuza, colhendo as recompensas monetárias e carnais de trabalhar ao serviço de um chefe próspero ( (Nobuo Kaneko). Mas Shozo também vai descobrir que a vida de gangster não é segura, com a sua vida constantemente ameaçada por causa de uma competição dura.
É interessante observar como a vida de gangster evoluiu desde os primórdios do cinema. No passado longínquo essas figuras eram retratadas com grande glamorização,  dando a idéia de que era o tipo de vida que muitas pessoas dariam um braço para ter. Mas nos anos 70, alguns realizadores começaram a explorar o lado trágico do mundo do crime, com o japonês Kinji Fukasaku a liderar, primeiramente com este grande "Battles Without Honor & Humanity". Não há nada de romântico no modo com que Fukasaku aborda o assunto, contando uma história muito frenética na qual os personagens lutam por alguma dignidade, num mundo onde não há nada a ser encontrado.
A primeira coisa que vamos reparar, é no seu estilo extremamente frenético. Mal o filme começa, somos atirados para o meio da loucura, os primeiros dez minutos contam com uma tentativa de violação, espancamentos brutais, e também dois braços cortados. Kinji Fukasaku nunca permite que fiquemos muito confortáveis com o ambiente, batalhas têm lugar numa paisagem volátil, onde não há espaço para descansar. Através de uma fotografia vertiginosa, muitas personagens e explosões de violência regulares, ficamos a conhecer o que é a vida de um yakuza, e com toda a certeza não é uma vida fácil.
Tal como Akira Kurosawa revolucionou o filme de samurais, Fukasaku desenvolveu o género Yakuza, em grande parte por causa deste "Battles Without Honor & Humanity". Não tem aquele estilo limpo de "Scarface" ou "Goodfellas", mas a sua ferocidade e realismo são muito evoluídas, e poucos filmes sobre a Yakuza chegaram perto daqui.
Legendas em inglês.

Link
Imdb

Nenhum comentário: