quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Amphibian Man (Chelovek-Amfibiya) 1962

Marinheiros e pescadores numa pequena cidade costeira perto de Buenos Aires estão em pânico depois de avistarem uma estranha criatura marítima. No entanto, este demónio do mar prateado parece ser algo benevolente, ao resgatar a bela Gutiere (Anastasia Vertinskaya) do ataque de um tubarão. Longe de ser um monstro, Icthyander (Vladimir Korenev) é uma espécie de superhomem marítimo, dotado de pulmões de tubarão pelo seu pai, Professor Salvatore (Nikolai Simonov). O recluso génio confia ao bom coração Olsen (Vladlen Davydov) o seu plano de criar uma comunidade utópica debaixo do mar, uma sociedade onde ricos e pobres viverão de modo igual. 
Baseado num livro de ficção científica escrito por Alexander Beliaev, "Amphibian Man" é um filme pouco conhecido no ocidente, mas foi um grande sucesso na União Soviética dos anos sessenta, e continua a ser um filme duradouro. Com uma estimativa de 65 milhões de bilhetes vendidos, só no seu país de origem, o filme fez de uma estrela a sua fantástica protagonista, Anastasia Vertinskaya, que logo depois seria protagonista no épico de Sergei Bondarchuk "Guerra e Paz" (1966), assim como a sua música-tema se tornaria num sucesso, cantada até aos anos 90.
É considerado um conto de fadas com toques de ficção científica, por vezes semelhante ás fábulas de Tim Burton sobre estranhos e extravagantes personagens, fundindo elementos de "Creature from the Black Lagoon" (1954) com "The Little Mermaid" (1990). As sequências submarinas hipnóticas podem ter influenciado "Vertigem Azul" (1988), de Luc Besson, embora este filme fosse mais acessível e ambicioso. Alexander Beliaev reclamou com grandes influências Jules Verne e H.G. Wells, evidentes nas conversas entre Professor Salvatore (que detesta a humanidade), e Olsen (que acredita que a humanidade deve ter uma hipótese. 
Realizado a quatro mãos, por Vladimir Chebotaryov e Gennadiy Kazanskiy.

Link
Imdb

Nenhum comentário: