sábado, 24 de dezembro de 2016

Gestos e Fragmentos (Gestos e Fragmentos) 1983

Os acontecimentos que, entre Abril de 1974 e Novembro de 1975, puseram os militares no centro do Poder. Com os testemunhos de Otelo, que fala de si, Eduardo Lourenço, que lê textos seus de análise das relações entre os militares e o Poder e Robert Kramer, um jornalista que tenta perceber o 25 de Novembro.
Três variações sobre o tema das relações entre os militares e o poder, em Portugal. Otelo Saraiva de Carvalho narra o percurso que o levou, com os seus camaradas do Movimento dos Capitães, da Guerra Colonial ao golpe de estado de 25 de Abril de 1974, e as sucessivas crises que, destruindo a mítica unidade das Forças Armadas, conduziram ao 25 de Novembro de 1975 e ao fim da Revolução. Um professor universitário, Eduardo Lourenço, analisa a descida brusca dos militares do seu "céu político", à política mais revolucionária. Como num romance policial, um jornalista americano - Robert Kramer - procura os culpados do fracasso da Revolução de Abril. Do cruzamento destes discursos, fragmentários, nasce - como num «puzzle», que as várias peças vão completando - a imagem contraditória, fugidia e lacunar dos militares portugueses.
Podem ler mais sobre o filme, aqui
Imdb

Nenhum comentário: