domingo, 13 de abril de 2014

O Cinema Africano do Século XXI

"Os cinemas africanos contemporâneos assumem hoje o papel que a literatura africana tinha nos anos 60. Hoje estão a emergir de África novos posicionamentos críticos e novas linguagens cinematográficas, muitas vezes em competição ou mesmo em conflito umas com as outras, cuja visibilidade tem sido posta em causa visão monolítica e politicamente correcta da definição de cinema africano veiculada pelas casas pelas casas de cultura e pelos festivais do Ocidente.
O que é fascinante neste novo cinema de África é a capacidade dos seus cineastas em dar voz aos africanos, de forma a poderem comunicar para além das suas fronteiras nacionais e com públicos de outras esferas" (Manthia Diawara e Lydie Diakhaté)

O cinema africano a partir do novo milénio deu mesmo um grande salto, começou a marcar presença nos festivais de cinema mais importantes do mundo, inclusivé algumas nomeações para Óscares, e a chegar mais facilmente a públicos ocidentais.
Esta semana vamos conhecer um pouco deste cinema. De uma extensa lista que fiz primeiramente, escolhi estes, talvez porque dão uma visão melhor de África, de um mundo que não conhecemos, mas que está alí ao virar da esquina. Espero que gostem de selecção, os filmes que escolhi são os seguintes:

Segunda: Ali Zaoua, Prince de la Rue (2000), de Nabil Yaouch
Terça: Heremakono (2002), de Abderrahmane Sissako
Quarta: Moolaadé (2004), de Ousmane Sembene 
Quinta: Yesterday (2004), de Darrell  Roodt
Sexta: Daratt (2006), de Mahamat-Saleh Haroun

Nenhum comentário: