segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Jogos Perigosos (Wildwechsel) 1973

Uma história sombria da angústia adolescente, passada no norte industrial da Alemanha, durante os anos cinquenta. Tal como em muitos outros dos seus filmes, Fassbinder analisa a vida na classe média inferior, com personagens que, incapazes de articular os seus sentimentos, enterram-nos em palavras e actos violentos. O amor transforma-se numa luta de poder, de engano e traição. A história gira à volta de Hanni, uma jovem precoce de 14 anos de idade, que começa uma relação com Franz, um rapaz de 19 anos de idade, trabalhador num aviário. A relação dos jovens sofre a desaprovação dos pais conservadores da rapariga, e Franz é condenado a nove meses de prisão por ter feito sexo com uma menor. Quando Franz é colocado em liberdade condicional os dois retomam o relacionamento, e Hanni engravida. Com medo da ira do pai, ela convence Franz a matá-lo...
Fassbinder utiliza um extraordinário nível de manipulação cinematográfica. Faz com que o público se sinta culpado de observar uma jovem de 14 anos de idade (embora saibamos que são 14 anos fictícios, porque a actriz tem 18) a caminhar nua pela tela, e em posições sexuais. As únicas pessoas que não compreendem que Hanni é um ser sexual, são os conservadores (e nazis) pais, que culpam Hanni por arruinar a sua vida. Ameaças de morte, ameaças de suicídio, e tragédia estão sempre a acontecer.
Os emotivos círculos viciosos são especialmente viciosos neste filme, e o relacionamento entre filha e pais vai ficando mais obscuro à medida que o filme avança. Nenhum dos quatro personagens principais é simpático, e Hanni, a vítima ostensiva, tem a alma mais negra de todos eles.
Originalmente feito para TV, o filme criou furor na censura da Alemanha, porque o autor da peça original, Franz Kroetz,  denunciou o tratamento obsceno que Fassbinder deu aos seus personagens.

Link
Imdb

Nenhum comentário: