quarta-feira, 3 de junho de 2015

Southern Gothic

Há um mundo gótico que tem pouco a ver com vampiros, cientistas loucos, ou locais amaldiçoados. Pelo contrário, é um mundo de obscuros segredos de família, histeria religiosa, e sexualidade pervertida.
O "Southern Gothic" começou como uma consequência exclusiva americana da literatura gótica, com autores como William Faulkner, Tennessee Williams, Carson McCullers e Flannery O’Connor, adaptando a negritude da tradição gótica para os seus livros. Tiraram-lhes a maioria das armadilhas sobrenaturais, mas mantiveram o sentido do macabro e do perverso, para definir um Sul dos Estados Unidos marcado pela pobreza, pela confusão em face da modernidade, após os efeitos da escravidão. A grandeza do Sul estava agora em decadência, e, em vez das mansões solitárias, bosques assustadores, e tímidos heróis da época Vitoriana, o "Southern Gothic" mostrava-nos plantações em ruínas, cobertas de musgo, e a ruína das velhas famílias que outrora governavam naquela região.
No mês de Maio, o British Film Institute realizou este mesmo ciclo, ao qual deu o nome "Southern Gothic: Love, Death and Religion in the American Deep South", Nenhum outro título poderia definir melhor o espírito destes filmes, e, nas próximas duas semanas, poderão segui-lo aqui no My Two Thousand Movies..
Aqui fica a lista dos filmes que poderão ver nos próximos dias:

 - The Young One (1960, de Luis Buñuel)

 - The Fugitive Kind (1960, de Sidney Lumet)

 - To Kill a Mockingbird (1960, de Robert Mulligan)

 - Hush...Hush, Sweet Charlotte (1964, de Robert Aldrich)

 - Reflections in a Golden Eye (1967, de John Huston)

 - The Beguiled (1971, Don Siegel)

 - Wise Blood (1979, John Huston)

 - Sling Blade (1996, Billy Bob Thornton)

 - Shotgun Stories (2007, Jeff Nichols)

Por hoje é tudo. Fiquem atentos aos próximos dias.

Um comentário:

neomautusiano disse...

A belezura dirigida pelo Anthony Mann chamada "God's Little Acre" se insere nesse ciclo?