terça-feira, 23 de junho de 2015

A Marca do Terror (The Tall T.) 1957

Depois de perder o seu cavalo numa aposta, Pat Brennan (Randolph Scott) apanha boleia de uma diligência, com dois recém casados Willard e Doretta Mims (John Hubbard e Maureen O´Sullivan). Na paragem seguinte o condutor e os passageiros caem nas mãos de um trio de foras-da-lei, cujo líder é um homem chamado Frank Usher (Richard Boone). Quando Usher descobre que Doretta é filha de um proprietário de uma mina de cobre, resolve pedir um resgate. A tensão irá aumentar nas 24 horas seguintes, com Usher a aguardar resposta às suas demandas, e uma ligação romântica a crescer entre Brennan e Doretta.
Filmado em apenas 12 dias, "The Tall T." é mais um western notável, numa década que sem dúvida pertenceu a este género. Burt Kennedy escreve um argumento tenso, a partir de um conto de Elmore Leonard.
"The Tall T." é, acima de tudo, um filme de actores. A primeira surpresa reside no desempenho de Maureen O'Sullivan, no papel da choramingona Doretta Mims, um desempenho que quase pode ser visto como uma antítese do seu excelente papel de mulher independente  em "Tarzan and His Mate". Aqui ela é a recém-casada, e tímida esposa do antipático Willard Mims.  Depois há o papel de Scott, entre os mais bem desenvolvidos dentro do cânone de Boetticher.
"The Tall T." tem também algumas das melhores sequências da dupla Boetticher/Scott, incluíndo o uso magistral do terreno rochoso, a caverna escura em que Doretta e Brennan são mantidos, e as sequências da diligência. E não esquecer as sequências de Brennan protege um pacote de hortelã-pimenta doce.

Link
Imdb

Nenhum comentário: