terça-feira, 7 de abril de 2015

Mikio Naruse



Apesar de ser pouco conhecido no Oeste, Mikio Naruse foi um dos mais prolíficos realizadores japoneses no século vinte, realizando, ao todo, quase noventa filmes.
Embora as suas primeiras obras, pré-segunda guerra mundial, como "Wife, be Like a Rose (1935), fossem mais experimentais e visualmente dinâmicas, os seus melhores filmes foram produzidos durante a década de 50, a época de ouro para o cinema japonês. Muitos podem ser descritos como shomin-geki - dramas trágicos sobre a classe operária - que muitas vezes se focavam numa mulher protagonista com a trama desdobrada numa saga familiar. Este foi um dos muitos factores que levaram alguns comentadores e críticos a compararem-no com um dos seus contemporâneos, Yasujiro Ozu. Mas, apesar de haver muitos paralelismos entre Tokyo Story (1953), de Ozu, e The Sound of the Mountain (1954), de Naruse, era perfeitamente claro, que tanto como Ozu como Naruse, como os seus contemporâneos do cinema clássico, estavam a trabalhar dentro de uma nação em fluxo.
No pós-guerra do Japão, a tradição e a modernidade estavam a batalhar pela supremacia, e os filmes retratados transmitiam a tensão do dia a dia, em cada cidade e lugar, e na unidade no seio de cada família. Tanto Ozu como Naruse renderam-se a esta transição cultural numa rica palete de metáforas visuais, onde a tradição e a modernidade, assim como os cenários, poderiam ser usados para refletir o conflito de valores entre as gerações mais novas e as gerações mais velhas, e entre maridos e esposas. Nos filmes de Naruse o resultado era por vezes obscuro e deprimente, talvez ecoando as dificuldades da sua própria origem. Toda junta, a sua obra, perfaz um legado muito importante na história do cinema.
Neste ciclo não vou fazer uma revisão da carreira completa do realizador, vou debruçar-me apenas nesta fase de ouro do cinema de Naruse, que coincide com a fase de ouro do cinema japonês. Iremos ver 8 filmes, já a partir de quinta-feira.

Quarta: Almoço (Meshi) 1951

Quinta: A Mãe (Okaasan) 1952

Sexta: Lightning (Inazuma) 1952

Domingo: Sound of the Mountain (Yama no Oto) 1954

Segunda: Nuvens Flutuantes (Ukigumo) 1955

Terça: Flowing (Nagareru) 1956

Quarta: Quando Uma Mulher Sobe as Escadas (Onna ga Kaidan wo Agaru Toki) 1960

Quinta: Yearning (Midareru) 1964

Sexta: Nuvens Dispersas (Midaregumo) 1967

Espero que gostem do ciclo.Todos os filmes serão apresentados com legendas em português.

Nenhum comentário: