quarta-feira, 8 de abril de 2015

Almoço (Meshi) 1951

 Em muitos dos seus filmes de sucesso, Naruse apresentava pessoas vulgares, vivendo o seu dia a dia. Em "Meshi" o realizador dá aos seus personagens a difícil tarefa de viver num meio onde se vive com uma atmosfera pungente, desvanecida de amor. Passado pouco depois do fim da segunda guerra mundial, é um filme entre um casamento em crise de um assalariado Matsunosuke (Ken Uehara) e a sua esposa Michiyo (Setsuko Hara), e centra-se na crise emocional vivida pela esposa, doméstica. O tédio da sua vida doméstica, consumida por tarefas repetitivas, como limpar, cozinhar, é colocado em foco pela visita da sobrinha de Matsunosuke, Satoko (Yukiko Shimazaki). A chegada de Satoko, e a quantidade de atenção que Matsunosuke lhe dedica, leva a uma situação de maior desenconto por parte de Michiyo, que começa a questionar o seu futuro.
Nas mãos de Naruse, esta adaptação de um romance inacabado de Fumiko Hayashi oferece-nos uma excelente visão sobre a vida de casado, desde a rotina habitual do dia a dia, à esperança quotidiana de um amanhã melhor, que pode ou não manter essas relações vivas. As mulheres são a preocupação central dos filmes de Naruse, e por isso os papéis centrais são sempre desempenhados por elas. As audiências dos filmes de Naruse eram, sobretudo, mulheres, assim como os seus filmes eram, na maioria, adaptados de obras de mulheres escritoras. Neste caso, a escritora era Fumiko Hayashi, que teria cinco obras adaptadas para o cinema, por Naruse.
O filme teve distribuição em Portugal, onde ficou conhecido com o nome "Almoço". Foi muito melhor traduzido no Brasil, onde obteve um nome com muito maior sentido: "Vida de Casado".

Link
Imdb

Nenhum comentário: