domingo, 9 de novembro de 2014

Serial Killers

O termo serial killer começou a ser usado na década de 70, por um agente do FBI chamado Robert K. Ressler. Até então usava-se Stranger Killer (assassino de desconhecidos) porque se pensava que os assassinos não conheciam as suas vítimas, e que estas eram escolhidas ao acaso. Mas depois de estudados alguns destes criminosos chegou-se à conclusão de que alguns tinham contacto com algumas das vítimas.
Muitos foram os filmes que se debruçaram sobre este assunto, até mesmo antes do tema ter sido inventado. Alguns desses filmes tentaram responder à pergunta sobre o que é um serial killer, e o que o leva a matar, mas esta é uma questão que nem os melhores psiquiatras conseguem responder, e por isso o assunto está em constante desenvolvimento.
O primeiro grande filme a debruçar-se sobre o assunto foi "M" (1931), de Fritz Lang, com Peter Lorre como assassino de crianças, mas o verdadeiro "boom" deu-se nos anos 60, depois da explosão de filmes como "Psycho", ou "Peeping Tom". Desde então o assunto tem sido explorado no cinema de várias formas, desde estudos psicológicos das personalidades, biografias de serial killers verdadeiros, ou simplesmente caças aos assassinos. Talvez o caso mais famoso no cinema tenha sido a adaptação do romance de Thomas Harris, realizada por Jonathan Demme, e interpretada por Anthony Hopkins no papel de um serial killer, que lhe valeu um Óscar.
Quem se lembra do blog anterior, o My One Thousand Movies, deve estar bem familiarizado com o tema, porque alguns dos filmes relativos a este assunto tornaram-se clássicos dos "Thousand Movies". Refiro-me a filmes como "Henry - Portrait of a Serial Killer", "Angst", ou "Man Bites Dog".
Para este ciclo, vamos esquecer um pouco os grandes clássicos do assunto, e ver cinco diferentes abordagens sobre o tema, quer do ponto vista psicológico, quer da simples caça ao assassino. Alguns destes filmes partilhados pela primeira vez, por mim.

Segunda: Badlands (1979), de Terrence Malick 

Terça: Cruising (1980), de William Friedkin

Quarta: The Element of Crime (1984), de Lars Von Trier

Quinta: Memories of Murder (2003), de Joon-ho Bong

Sexta: Tony (2009), de Gerard Johnson


Nenhum comentário: