terça-feira, 14 de julho de 2015

O Expresso Bagdad-Istambul (Background to Danger) 1943

Ankara na Turquia neutra, Segunda Guerra Mundial. Uma cidade de intrgas e provocações. Os alemães planeiam roubar os planos que mostram que os russos irão invadir o país. O americano Joe Barton (George Raft) sabe disso, e junto com Zaloshoff (Peter Lorre) e a sua irmã (Brenda Marshall) são acusados de serem espiões.
A história de "Background to Danger" era baseada num romance de Eric Ambler chamado "Uncommon Danger". Considerado um dos pioneiros do thriller político moderno, Ambler publicou 19 trabalhos a solo na sua carreira, e trabalhou em mais quatro livros sob o pseudónimo de Eliot Reed. "Background to Danger" foi a segunda adaptação de Ambler para a tela, e apesar de algumas alterações nos locais de filmagens, o filme manteve-se bastante fiel ao romance de Ambler. Como o livro foi escrito em 1937, antes da eclosão da Segunda Guerra Mundial, o vilão do filme foi alterado. Na história de Amber, o espião americano Joe Barton combate a Pan Eurasian Petroleum Co. Em 1943, tal vilão parecia inofensivo, e assim o espião passava a combater Hitler e os Nazis.
Como filme, "Background to Danger" era uma obra bastante interessante. A Warner Bros tinha grandes expectativas para ele, visto como uma espécie de sequela para "Casablanca". O estúdio pretendia que o filme recriasse a mesma atmosfera que a obra anterior, e o sucesso da dupla Bogart/Bergman. Era também uma oportunidade para George Raft recriar uma personagem como o Rick de "Casablanca", papel que lhe tinha sido oferecido e ele tinha recusado. Desde o início do filme que é aparente a influência de "Casablanca". Temos o mesmo tipo de abertura, o close-up de um mapa, para estabelecer o cenário e a história. Tem o mesmo tipo de história, e também muitos momentos patrióticos.  Mas em comparação com a imensidão de "Casablanca", o filme fica-se por aqui.

Link
Imdb

Nenhum comentário: