sábado, 3 de janeiro de 2015

Film Noir Francês


No passado mês de Novembro o Roxie Theater, em São Francisco, realizou um festival de filmes que pouca gente tinha ouvido falar. O tema era o film noir francês, e o festival era chamado de "The French Had a Name For It: French Film Noir 1946-1964".
O termo original de "film noir" vinha dos críticos franceses, que em 1946 designaram um determinado tipo de thriller americano. Depois da libertação da França, em 1944, esta viu o levantamento da proibição da exibição de filmes americanos, imposta pelos ocupantes alemães. Os cinemas franceses viram-se, de repente inundados por filmes americanos, em especial por um determinado tipo de filmes.
Por analogia com o rótulo dado pelos franceses para rotular filmes de detectives de novelas - roman noir - o termo "film noir" foi escolhido para definir essa nova forma de fazer cinema. O filme noir, é predominantemente de série b, e é referido como um sub-género do filme policial ou filme de gangsters, embora, como estilo, também possa ser encontrado noutros géneros, como o melodrama ou o western. Por isso mesmo os críticos franceses viram o filme noir como um movimento, e não um género. Estes críticos apontaram para o facto de estes filmes, tal como muitos outros movimentos, surgirem de um clima de instabilidade política: 1941-58 - o período da Segunda Guerra Mundial e Guerra Fria. Nos Estados Unidos vivia-se um período de repressão, insegurança e paranóia, o Sonho Americano estava feito em frangalhos e a identidade americana estava sob forte tensão.
Todo este clima influenciou o cinema americano da altura, e indirectamente influenciou o cinema do resto do mundo. Por um lado, estes filmes americanos começavam a chegar à Europa, e por outro o clima de instabilidade também estava instalado nos países europeus (em especial em Inglaterra e França, dois intervenientes directos na Segunda Guerra Mundial).
O cinema francês, era assim influenciado directamente pelo "film noir", e durante um certo período este movimento também foi predominante em França, em especial nos anos 50, altura em que vários realizadores como Melville, Clouzot, Decoin, Clement, Carné, Becker, Verneuil, Duvivier, ou mesmo Robert Hossein, se destacaram.
Esta semana vou fazer o mesmo que o Roxie Theater em Novembro, mas numa versão MT2M, e escolhi uma série de filmes noir franceses pouco conhecidos. O alinhamento final, com destaque para Clement e Clouzot, vai ser o seguinte:

Segunda: Les Maudits (1947), de René Clement

Terça: Manon (1949), de Henri-Georges Clouzot

Quarta: Plein Soleil (1947), de René Clement

Quinta: La Vérité (1960), de Henri-Georges Clouzot

Sexta: Classe Tous Risques (1960), de Claude Sautet

Actualização: Um caso de força maior vai impedir-me de fazer postagens esta semana, por isso este ciclo passa para a semana de 12 a 16 de Janeiro.  Obrigado.

Nenhum comentário: