terça-feira, 20 de junho de 2017

My Prostitute Love (Vesikali Yarim) 1968

1968, numa taberna em Istambul. A bela e magnífica Sabiha está a cantar no palco. Halil não consegue tirar os olhos dela. Eles apaixonam-se, mas Halil é casado e um homem vulgar. Não procura nada de especial, mas o que está feito, está feito. No entanto, os rumores começam a circular...
A história de um dos mais sentimentais melodramas do cinema turco é muito dolorosa. Adaptado para o grande ecrã por Safa Önal, a partir de uma história de Sait Faik. Desde o início da história em que "toda a gente está certa", Halil e Sabiha estão cientes do que poderá ser o fim deles. É uma história de amor que começa com uma pergunta, e termina com o peso da pergunta que acaba por não ser perguntada: És casado? Começa com a solidão de um homem numa taberna, e acaba com a solidão de uma mulher deixada no meio da rua num bairro degradado. "My Prostitute Love" é o melodrama mais ingénuo do cinema turco.
É um filme realista que representa o sentimento da década de sessenta em Istambul, de forma autêntica. Escrito de forma poética, e cuidadosamente elaborado em termos de fotografia, justapõe a imagem realista dos interiores e das paisagens dos anos sessenta com os momentos místicos de amor entre duas personagens, que ganham vida com os impressionantes desempenhos dos actores Turkan Soray e Izzet Gunay, conseguindo criar uma ruptura na abordagem tradicional moralista.
Lütfi Akad é um dos realizadores mais importantes da Turquia. Deu ao cinema do seu país muitas coisas importantes, começando pela forma como movimentava a sua câmara. Andava de cenário em cenário, de rua em rua, mostrando ao seu público o mundo real, pessoas reais, sem grandes estrela de cinema. Os seus actores, em grande parte, não agiam em frente à câmara, eles viviam na câmara.
Legendas em Inglês.

Link
Imdb

Sem comentários: