domingo, 24 de abril de 2016

Living (Zhit) 2012

O filme traz três histórias distintas mas que se encontram em um só sentimento: o de perda. Uma mãe que juntar-se às suas duas filhas gémeas. Um jovem casal casa-se na igreja, mas logo após a cerimónia, Deus - ou talvez o Diabo, ou o Destino, testa o seu amor na forma mais brutal. Um jovem quer ver o seu pai distante, apesar dos protestos da mãe. Cada uma destas personagens vive o seu próprio calvário.
"Zhit" é o segundo filme do realizador Vasily Sigarev, de quem já tínhamos visto "Wolfy" neste ciclo, um filme de estreia bastante aclamado. Esta segunda obra trás uma visão existencial e profundamente filosófica sobre os danos psicológicos que as várias manifestações sobre a morte pode ter sobre a mente. "Zhit" (Vida), é uma perspectiva fascinante e única sobre o processo do luto.
As personagens das diferentes histórias nunca se cruzam, mas estão todas ligadas pela dura realidade da mortalidade, com cada uma a experienciar o trauma da morte, e a lidar com as suas implicações assombrosas de formas notavelmente diferentes. Sigarev centra-se sobre a mortalidade sem qualquer sentimento artificial, em vez de abordar o assunto com honestidade. Imagens poderosas, e uma grande banda sonora estão alinhadas para mostrar o sofrimento destas almas traumatizadas.
Foi exibido em vários festivais europeus com algum sucesso, e Sigarev, actualmente com 39 anos, é uma das boas promessas do cinema Russo.

Link
Imdb

Nenhum comentário: