segunda-feira, 11 de abril de 2016

Cargo 200 (Gruz 200) 2007

O filme começa com o diálogo entre dois irmãos, um coronel e um professor universitário, que discutem as suas vidas - uma conversa discreta sobre família, trabalho e política (é típico nos filmes de Aleksey Balabanov começar desta maneira). Os dois irmãos têm uma ligação aos eventos que irão acontecer nesta noite. Valera, o namorado da filha do coronel desaparece nesta noite, e vai a um clube buscar Angelika (Agniya Kuznetsova), amiga da namorada. Vão até uma quinta buscar alcool, mas Valera abandona. Angelika, que fica entregue nas mãos de estranhos. O dono da quinta está interessado nela, mas a sua esposa ajuda-a, escondendo-a no celeiro. O Capitão Zhurov, um policia com transtornos mentais, encontra-a e leva-a com ele. 
Enquanto a primeira parte evolui com uma ofegante tensão, a segunda transforma-se numa viagem lenta e nervosa, quando o polícia leva a sua vítima para o apartamento, e o público é obrigado a assistir a uma série de humilhações para a jovem.
"Cargo 200" tem lugar em 1984, durante a guerra entre a União Soviética e o Afeganistão, no decurso de nove anos, mas esta guerra é apenas uma sub-trama secundária. Tal como em "M" de Fritz Lang, devemos primeiro entender o microcosmos como o reflexo de um sistema, antes de podermos olhar para uma ligação entre a história e o seu cenário. Em "Cargo 200" o culpado é ele próprio uma vítima, mas há mais culpados a encontrar neste filme. Até mesmo Antonina, que no início parece ser a única pessoa capaz de ajudar
Angelika, não obstrui completamente o crime, e é, portanto, compreensível que Balabanov não quisesse contar a história na actual Rússia. E há vários outros culpados, mas, sobretudo, o Estado, porque deixa
Zhurov trabalhar nestas condições mentais.
"Cargo 200" é um filme mais maduro do que "Brother", o primeiro sucesso do realizador, na medida em que sacrifica o tom mais popular deste, e dos outros filmes de Balabanov. O realizador procura uma crítica social, justifica-se perguntando ao público se vai aceitar "Cargo 200" como uma crítica do tempo corrente, ou se esta está totalmente obscurecida pela cortina do tempo.

Link
Imdb

Nenhum comentário: