quarta-feira, 19 de outubro de 2016

A Justiça de Jesse James (The True Story of Jesse James) 1957

Os últimos dezoito anos na vida de Jesse James, mostrando a sua vida caseira no Missouri, a sua vida com os Quantrill raiders, a sua carreira de banditismo com o irmão Frank e os irmãos Younger, e ainda a sua tentativa de levar uma vida pacífica depois duma tentativa desastrada de roubar um banco em Northfield, Minn.
"The True Story of Jesse James" (1957) tem uma história quase tão interessante como a do próprio Jesse James. Nicholas Ray foi contratualmente obrigado a fazer um filme para a 20th Century Fox, que tinha sido recentemente nomeada a preferida pelos distribuidores e pelos donos dos cinemas. Entre os seus principais projectos estava um remake de um grande êxito de 1939, de Henry King, "Jesse James", com Henry Fonda e Tyrone Power. Que os donos dos cinemas queriam remakes não era surpresa, sobretudo se fossem sucesso garantido, e o que fazia da Fox uma produtora diferente das outras é que ela sabia ouvir o público. Quando a Fox deu luz verde para seguir com o projecto de Jesse James, o produtor Buddy Adler foi logo ter com Nicholas Ray, para o garantir como realizador.
Ray não era um realizador para grandes públicos, mas a idéia, ou pelo menos assim parece, é que ele era um óptimo realizador para trabalhar em filmes sobre jovens rebeldes à procura de problemas (ver "They Live by Night" ou "Rebel Without a Cause") e de facto, depois de rejeitar inicialmente, ficou animado com a hipótese de ter Elvis Presley como protagonista. Mas em vez disso, a Fox acabou por dar-lhe dois actores do seu contracto, Robert Wagner e Jeffrey Hunter, como os irmãos James. Wagner acabou por interpretar um Jesse James mais criativo, mais egocêntrico, e cheio de glamour. Provavelmente Presley, ainda em inicio de carreira, nunca conseguiria criar uma personagem tão egoísta e presunçosa como Wagner o fez, a acabar por interpretar melhor um Jesse James do que se esperava.
"The True Story of Jesse James" parece maravilhoso filmado em Cinemascope, com algumas cenas de acção do filme de 1939 expandidas para Cinemascope e inseridas em pontos-chave, mas a história de Jesse James é contada em vinhetas, em vez de um todo coeso. Ainda assim, como em qualquer filme de Nicholas Ray, há muito a contar, e apenas a história em si já é suficiente para manter o interesse do espectador.

Link
Imdb

Nenhum comentário: