domingo, 25 de setembro de 2016

Filhos da Noite (They Live by Night) 1948

O primeiro filme de Nicholas Ray chamava-se "They Live By Night", baseado na mesma história que um filme posterior de Robert Altman chamado "Thieves Like Us", é uma história de um amor condenado entre um criminoso desesperado e uma simples e inexperiente jovem que vive no campo. É uma história tão antiga como a ficção do crime, ou mesmo tão antiga como o próprio tempo: o homem mau que quer algo melhor, sonha ter uma vida normal, e a jovem que o ama, mesmo sabendo que nunca vão ter a vida que querem. 
Bowie (Farley Granger) estava na prisão, por andar com as pessoas erradas quando aimda tinha 16 anos. Na prisão também se juntara às pessoas erradas, dois duros criminosos T-Dub (Jay Flippen) e Chickamaw (Howard da Silva). Bowie parece estar sempre no lugar errado, mas no fundo não é uma má pessoa. Keechie (Cathy O'Donnell) é a sobrinha de Chickamaw, que presta assistência ao gang depois de fugirem da cadeia e de uma assalto falhado, no qual Bowie saíu ferido. Estes dois jovens, Keechie e Bowie, são amantes improváveis, e não há uma ligação magnética, aparentemente irresistível, mas sim um amor desesperado, lentamente em desenvolvimento. Nenhum deles alguma vez teve sorte na vida, nem com as suas famílias. Ambas as mães fugiram com outros homens, o pai de Bowie foi morto na sua frente, e Keechie vive com um velho bêbado. 
Ray trata este jovem casal de uma forma muito sombria. O núcleo do filme é o romance entre estes dois, e o realizador consegue transportá-lo para o grande ecrã de uma forma soberba. A relação entre os jovens parece ser uma indicação da família improvisada formada por um grupo de proscritos, os adolescentes do famoso "Rebel Without A Cause" (Fúria de Viver), que Ray realizaria alguns anos depois. 
Apesar de ser o primeiro filme de Ray, já tem uma energia tão forte que o eleva acima de outras obras semelhantes. Mesmo assim as críticas da altura não foram particularmente boas, sendo o filme recuperado mais tarde, pelos críticos da "Cahiers du Cinema", elevando esta obra ao estatuto de culto, e um dos principais filmes do movimento do "film noir". 

Imdb

Nenhum comentário: