segunda-feira, 9 de maio de 2016

Afraid to Die (Karakkaze Yarô) 1960

Quando Takeo é libertado da cadeia por atacar Handa, um lord rival da Yakuza, a última coisa que tem em mente é assumir a posição do pai, recentemente falecido, fã do clã Asahina. Ele e o irmão mais velho Aikawa consideram todas as opções, incluindo deixar a vida de gangsters completamente. Mas a saída é mais difícil do que o previsto porque entra em cena um clã rival, exigindo uma pequena vingança.
O primeiro aspecto digno de nota, é que o tema do filme está explicitamente expresso no título, "medo de morrer". A história de um herdeiro de um clã da Yakuza que tem literalmente medo de morrer. Este medo surge de várias formas, e é facilmente reconhecível para todas as personagens. Um dos argumentistas do filme é um nome facilmente reconhecido, Kikushima Ryuzo, que ficou famoso a escrever argumentos para Akira Kurosawa, em obras como "Throne of Blood" (1957), "The Hidden Fortress" (1958), "The Bad Sleep Well" (1960), "Yojimbo" (1961), "Sanjuro" (1962), entre outros. Assim, falta alguma coisa na narrativa que poderia ter sido um pouco mais substancial.
Outro aspecto interessante é o papel principal ser interpretado por Yukio Mishima, numa das suas poucas intrepretações como protagonista de um filme já que ele era mais conhecido como escritor e novelista. Mishima tornou-se uma personagem quase lendária pelas suas excentricidades, tanto na vida como na morte. Para o público ocidental, a sua vida ficou dramaticamente retratada num filme de 1985 realizado por Paul Schrader, chamado "Mishima: A Life in Four Chapters". Ficou conhecido pela sua obsessão pela austeridade física, e a sua morte foi por "sepukku", em protesto contra o enfraquecimento do imperador no pós-guerra.
A realização era de Yasuzo Masumura, um realizador da nova vaga do cinema japonês, então em inicio de carreira, que manda aqui um olhar pouco sentimental para a vida no submundo e para as suas fantasias machistas. Produzido pelos estúdios Daiei, foi concebido para ser um veículo para Mishima, mas a atmosfera negra do filme distingue-o de um mero filme de propaganda.

Link
Imdb

Nenhum comentário: