domingo, 16 de junho de 2013

A Balada do Soldado (Ballada o soldate) 1959



O ano é de 1942. As forças soviéticas estão a recuar dos exércitos nazis. O último sobrevivente de um pelotão, o jovem de 19 anos Alyocha (Vladimir Ivashov) foge de uma divisão blindada alemã. Graças tanto á sorte como á coragem ou habilidade, o soldado desesperado e sozinho consegue destruir dois tanques. A sua conduta no campo de batalha faz dele um herói, mas em vez de uma medalha ele pede o raro privilégio de licença o tempo suficiente para visitar a mãe e consertar o telhado de casa. A aldeia natal fica a um dia de distância em tempo de paz, mas durante o caos de guerra a viagem será mais longa. O seu general recompensa-o com seis dias - dois para chegar lá, dois para visitar e dois para voltar. Durante a viagem, conhece uma série de pessoas diferentes a quem se oferece para ajudar no que for preciso, acabando por conseguir estar com a mãe apenas alguns minutos, o tempo apenas para uma breve troca de palavras e um abraço. E Alyosha volta a partir para a frente de batalha... para não mais regressar. 
O drama de guerra pacifista da Segunda Guerra Mundial pelo argumentista/realizador Grigori Chukhrai, foi o primeiro filme russo a ser um sucesso nos Estados Unidos durante a Guerra Fria. Ganhou o Prémio Especial do Júri no Festival de Cannes em 1960 e o de melhor filme no Festival de Cinema de San Francisco. É um filme humanista, a preto e branco e lírico, que transmite uma mensagem anti-guerra universal que é facilmente compreensível. É contada através dos olhos de um camponês, honesto e decente, que é condecorado como um herói. É conhecido pelas suas descrições detalhadas da vida russa de todos os dias. Chukhrai vem da ala conservadora de cineastas russos, e oferece um belo exemplo do artesanato estilístico e consegue manter o melodrama até ao fim.
 
Link
Imdb

Sem comentários: